Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AQUELE ABRAÇO!

                       
                             AQUELE  ABRAÇO!

                          Corre!Corre!
                               Abre os braços e corre!
   Já que o mundo não se comove, nem se dá conta da própria ira...
Estende teus braços, rodopia como a fúria de um ciclone na planície vazia!

   Corre, gira e salta como a louca que a platéia paralisa!
      Respira! Respira! Respira...ofegante, mas sem receio, este ar
                        que a todos os seres irmana
      (o mesmo ar transmudado que nos alimenta ou se inflama)
      O ar que se enfunou no tempo e chegou até nós!
       Esgota-te nesta euforia desenfreada e quando, absolutamente,
extenuada...
      deita-te sobre a relva, ávida pelo teu carinho
                       cheia de luz e de cor
                     Fecha os olhos...agora...
    Vê que o corpo se expande  e se funde e se esgarça
                e agora, assim esgotada,
                             sufoca num abraço
                                       este mundo sem amor!



dacosta
Enviado por dacosta em 08/04/2011
Reeditado em 04/05/2011
Código do texto: T2895829

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
dacosta
Nova Mutum - Mato Grosso - Brasil
218 textos (13787 leituras)
197 áudios (40463 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/05/21 19:50)