Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ECOS

                                        ECOS

                      Ainda bem que não era um vulto
                       mas valeu o susto que irrompeu do medo!

                     Aquela sombra atrás das cortinas
                      que sugeria formas de bizarras linhas
                     trouxe da infância,aflições antigas,
                      temores distantes e  sempre latentes:
                                     - olhos sangrentos que me espiavam,
              afiados dentes,babas espumantes,
                              peles escamosas que me enojavam,
        nodosos dedos, patas deformadas,
                            passos enormes e titubeantes...

                    Não foram ninfas frágeis,delicadas
                 que se esconderam atrás das cortinas!

                      Nenhum príncipe,cheio de mesuras
                                sobre o corcel alado enveredara
                    entre o franzido tecido fino
                                     a sua nobre e gentil figura!

                       Na verdade, o que se revelara
                                  é que a memória trouxe ,novamente,
           a inútil esperança infantil que alimentara
                                             de substituir por medos antigos...
          a pavorosa violência do presente!
dacosta
Enviado por dacosta em 30/01/2010
Reeditado em 25/03/2010
Código do texto: T2060732

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
dacosta
Nova Mutum - Mato Grosso - Brasil
218 textos (13787 leituras)
197 áudios (40463 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/05/21 15:52)