Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cada qual

Cada qual
Maria da Graça Almeida

Cada qual com os seus olhos,
cada qual com sua dor,
cada qual com seus restolhos
e os retalhos de um amor.
Cada qual tem o seu jeito,
cada qual os seus anseios.
De empanar os seus defeitos,
cada qual arranja um meio.

Há o branco, o amarelo,
há o negro, o pobre, o rico,
neste mundo o feio, o belo,
todos correm os seus riscos.
O que vale é o de dentro,
seja lá qual for a cor,
não se gabe se seu centro
provocar só dissabor.

Cada qual com as virtudes
cada qual com seus delírios,
tudo traz inquietude,
a ventura, o martírio...
Não importa de onde vem,
não importa o que tem,
mesmo nunca sendo iguais,
todos nós somos mortais.
maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 29/04/2009
Código do texto: T1566612
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
249 textos (17684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 21:08)
maria da graça almeida