Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Súplica

Senhor! Pedir-vos nestes versos venho,
(Embora estranho o fato vos pareça)
Pedir-vos, sim, Senhor, com muito empenho,
Não permitais, Senhor, que eu envelheça...

Não que a velhice em si me apavora...
Pensar que a menosprezo é uma tolice,
Pois, que meu bem maior há muito mora
No lar sereno e calmo da velhice...

O que não quero, Senhor, e o detesto,
É ir morrendo, assim, devagarinho...
É consciência ter do manifesto
E iniludível fim do meu caminho!...

Tombar prefiro em meio à caminhada,
Cair de- bruços sobre a terra quente,
Em pleno dia ou tarde ensolarada...
Nunca, Senhor, na ora do poente.

Morrer prefiro em plena primavera,
(Antes que venha, pois, o inverno rude)
A sobraçar os versos que eu fizera,
Sonhando aqueles que compor não pude...

Fevereiro de 1962.
Antonio Lycério Pompeo de Barros
Enviado por Antonio Lycério Pompeo de Barros em 14/12/2008
Reeditado em 30/03/2009
Código do texto: T1334357
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Antonio Lycério Pompeo de Barros
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 98 anos
177 textos (6717 leituras)
22 áudios (289 audições)
32 e-livros (1568 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 15:53)
Antonio Lycério Pompeo de Barros