Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poemas novos: FERVOR, SONO & VIAGEM, de "Amanda Oliveira" <amandartmbop@gmail.com>

Veja outros poemas de Amanda Pêra em Recanto das letras :

Desolado
Amanda_ Pêra
  19/01/20
 
A Audácia
Amanda_ Pêra
  19/01/20
 
E Recuo
Amanda_ Pêra
  19/01/20
 
As Fases
Amanda_ Pêra
  30/11/19
 
Arte de Nascença
Amanda_ Pêra
  22/09/19
 
A Nuvem
Amanda_ Pêra
  05/09/19
 
Estrela Solitária
Amanda_ Pêra
  05/09/19
 

Amanda_ Pêra
  05/09/19
 
Noite Pintada
Amanda_ Pêra
  04/09/19
 
Sol na Janela
Amanda_ Pêra
  16/03/19
 
Chuva e Penumbra
Amanda_ Pêra
  16/03/19
 
Pulsando
Amanda_ Pêra
  16/03/19




Em tão jovem poeta, Amanda Pêra, com seus 17 anos, faz a diferença lírica.
Nasceu poeta, respira poesia... dia e noite.

Parabéns!

Tem abaixo, hoje seus poemas em trilogia itinerante do amor em momentos decisivos para viver intensamente...

E os que a leem a leem com surpresa e admiração, ela é profunda e nos leva pela mão.

Delicada, firme, exigente, elegante e projeta um rico universo interior...

Seu ego navega águas suaves e alimentadas pela esperança do amor verdadeiro... eterno.... místicamente ecológico, ecologicamente puro.... puramente único... unicamente transcendente.... capaz de incluir toda experiência de sonar, ter fervor, viajar no Amor.... pleno... humanamente possível, divinamente envolvente e pleno de graça e verdade sobre o anseio e a busca de plenitude que envolve cada homem e mulher em busca de si e do amor no outro... no Totalmente Outro...


J B Pereira

______________

Fervor,

Comentário de J B Pereira


De: "Amanda Oliveira" <amandartmbop@gmail.com>
Enviada: 2020/02/23 14:50:48
Para: joseboscolpp@bol.com.br
Assunto: Poemas novos
 

Envolve o clima amorosamente erótico da conquistas e o enlace afetivo em que os amados se mergulham na experiência rica da doação recíproca.
É linndamente de tirar o sôlego.
Este sim pode ser publicado, sem receio de nada!
O poema ou o eu lírico fala de si e per si, com tamanha envergadura lírica e existencial.
Amo seu poema e os tenho como profundamente sinsíveis ao FERVOR DE VIVER, a devoção da vida em que o sagrado não exclui o profano, ambos na unidade do divino como adotando o humano.
 
Com louvor à sua escritura amandiana ou oliveiriana...

Parabéns!

Em tempo, depois me permita publicar ou colocar seu nome neles em recanto das letras aos meus leitores poderem ler também e admirar a poeta desses lindos e incansáveis versos... de amor.... de fervor...


____________________


SONO,


O episódio lírico e onírico pervade a existencia como o rio, a chuva, acalma e inquieta na sua ambiguidade cansaço e descanso.

Lindamente elaborou sutil e diretamente como é de seu estilo, sem cansar seu ledor mais próximo.

E é bom ler e deixar-se fluir de seu poema à poesia que nos leva ao sono, à vida de descanso depois de tanto cansaço.

E o clima é o envolvimento ou a dinâmica do sono que nos refaz como o amor e a chuva a fecundar a vida...

É sim digno de publicação.

 À  vida cansada !

Há regalia, poder explicar  (no sono ou tem regalia no solo, e o eu lírico explica que isso são passos mortos, eis a metáfora do mérito ou poder do sono...)

Ou o poeta diz dizer: Á regalia, poder explicar / passos mortos, no sono. (Parece quis dizer: Para o poder ou regalia no sono, só explicando seu poder de passos mortais .... ao dormir ou no sono mesmo.) Como quem dorme está morto no sono...

São imagens interessantes e metáforas ao alcance do entendimento do leitor do povo...  Dormir é como morrer, morrer é o sono da morte...

________________

VIAGEM

Explêndido!

O poema nos apresenta a surpresa de uma viagem,
mas não uma viagem qualquer.


Poemas novos Viagem - aprovado total e merecidamente. Amo o que escreves e como escreves. Já és poema minha pequena lírica... sortuda.... vivaz, eficaz....

A viagem no corpo de dois em um,
no amor, a descoberta juntos de seus ardores e frescores,
calentes e ardentes... desejos.

E digno de então, mostrar que o poema
é metapoema do amor, como fazer poema e fazer amor...
a delícia de escrever, o prazer, o fluir do prazer,
ao amor do sexo, como entrega por amor...

E gostei como trabalhou lírica e ecologicamente o tema....

Está pois lindo uma graciosidade, uma beleza, um belo poema,
uma poesia que vale por si, vale ser publicadas, deliciada por quem ama,
quem ainda ama,
quem quer amar,
quem aprende a amar,
quem cansou de amar... para desejar amar... louva e eternamente...

 

_______________________
J B Pereira e AMANDA PÊRA: amandartmbop@gmail.com
Enviado por J B Pereira em 23/02/2020
Reeditado em 24/02/2020
Código do texto: T6872851
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2545 textos (1499102 leituras)
30 e-livros (327 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 21:04)
J B Pereira