Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deusa

O gosto doce e úmido
da tua carne macia.
Estarás então embriagado,
bêbado, enquanto navegava
sobre o teu corpo nu.

Tinha medo de machuca-la,
minhas mãos eram fortes.
Mas estavam tremulas, oh,
grande medo!
Medo de derreta-las no
calor daquele corpo.

Nunca tinha visto nada
mais lindo, minhas mãos
apertava com delicadeza.
Do lado de fora o sol
a contemplar a
minha força, a enaltecer
o desejo da minha alma.

O tempo era perdido, era
esvaído, então logo depois
era a lua a apreciar
com admiração aquele corpo.
Minha vida já não me
pertencia, minha alma
era vencida.

Tiago Rocha
Enviado por Tiago Rocha em 25/10/2019
Código do texto: T6778990
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tiago Rocha
Salvador - Bahia - Brasil, 36 anos
1881 textos (30097 leituras)
8 áudios (138 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 21:13)
Tiago Rocha