Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apelo

Cena 1 - O garimpeiro

Da palafita,
à busca pelo amor,
que se supõe de arrimo,
Raimundo vaga como fosse errante à Paraíba.
A lama separa o pé do passo,
o ouro, a promessa do rosto.
Distante de tudo,
tem pressa;
o compromisso da alegria
é triste.
O céu é azul
e a mosca, lilás.

Cena 2 - O índio

No caminho, de selva batida,
Emyra corre.
Tombado à ladeira, um pedaço de ponte,
os caminhões e os tocos.
Mercúrio brilha rente ao sol.
A taba, de vidro,
se pinta pra guerra.

Cena 3 - O poeta

A literatura, ao longe, pede olhos compridos.
Se nos insulta a beleza mas nos inteira a arte,
seremos apenas o mais belo dos covardes.

O compromisso da alegria
é triste.
Bruno Muniz
Enviado por Bruno Muniz em 30/07/2019
Código do texto: T6708353
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Muniz
Goiânia - Goiás - Brasil
283 textos (11308 leituras)
1 e-livros (96 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/19 05:57)
Bruno Muniz