Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apelo

Cena 1 - O garimpeiro

Da palafita,
à busca pelo amor,
que se supõe de arrimo,
Raimundo vaga como fosse errante à Paraíba.
A lama separa o pé do passo,
o ouro, a promessa do rosto.
Distante de tudo,
tem pressa;
o compromisso da alegria
é triste.
O céu é azul
e a mosca, lilás.

Cena 2 - O índio

No caminho, de selva batida,
Emyra corre.
Tombado à ladeira, um pedaço de ponte,
os caminhões e os tocos.
Mercúrio brilha rente ao sol.
A taba, de vidro,
se pinta pra guerra.

Cena 3 - O poeta

A literatura, ao longe, pede olhos compridos.
Se nos insulta a beleza mas nos inteira a arte,
seremos apenas o mais belo dos covardes.

O compromisso da alegria
é triste.
Bruno Muniz
Enviado por Bruno Muniz em 30/07/2019
Código do texto: T6708353
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Bruno Muniz
Goiânia - Goiás - Brasil
289 textos (12230 leituras)
1 e-livros (98 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/07/20 21:51)
Bruno Muniz