Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Submisso Opressor

Sargento diz furioso: "Vamos defender a pátria, soldado!",
Que responde: "sim, senhor!".
Tenente diz furioso: "Me obedeçam para não morrer, sargento e soldado!",
Que respondem: sim, senhor! ".
Capitão diz furioso: "O país precisa da nossa segurança, tenente, sargento e soldado.",
Que respondem: "sim, senhor!".
Major diz furioso: "Matamos para não morrer, capitão, tenente, sargento e soldado.",
Que respondem: "sim, senhor!"
O coronel diz furioso: "Eu mando em todo o exército, major, capitão, tenente, sargento e soldado", 
Que respondem: " Sim, senhor!".
O presidente diz ganancioso: "Vamos à guerra pelo petróleo, coronel!",
Que responde ao presidente: "sim, senhor!".
População e indústria exigem ao presidente: "Precisamos de gasolina, presidente!"
que responde: "sim, senhor!"

Assim, as ordens são obedecidas.
As hierarquias são estabelecidas
Para a defesa da pátria
E/ ou seria para conseguir mais dinheiro e bens que o presidente omite bem na nossa cara?

Ora opressor
Ora oprimido.
Todos tem a quem impor pavor
E todos tem a quem ser submisso.

Referência: O poema foi inspirado no curta-metragem excelente "El Empleo". Tem no youtube. 
Beatriz Nahas
Enviado por Beatriz Nahas em 16/10/2019
Reeditado em 17/10/2019
Código do texto: T6770932
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Beatriz Nahas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 22 anos
149 textos (17618 leituras)
1 áudios (54 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 12:09)
Beatriz Nahas