Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ATÉ QUANDO ACEITAR?

Defendemos nossa própria servidão
Acreditamos no salvador
Que promete melhorias
Mas aumenta nossa dor

Será que pode chamar isso de viver?
Sem saber se vai ter de comer
Ou estar vivo amanhã

Lutamos pela própria miséria
Acreditamos na bandeira
Só que o progresso
É o povo na coleira

O Estado? Assassino
Matou mais um menino
Dita o preconceito

Acorrentados por mentiras
Somos seres fragilizados
Vendemos nossa própria alma
Para sustentar os famigerados

Com família, desempregado
Milhões de desesperados
Casa-grande e senzala
Jorge Machado
Enviado por Jorge Machado em 26/04/2019
Código do texto: T6632944
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Machado
Paraguaçu Paulista - São Paulo - Brasil, 27 anos
135 textos (1929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/09/19 14:59)