Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Habitante do sertão

Esse sol que alumia meu sertão
Traz sabor ao dia a dia
Me faz ser eu e mais ninguém

Na minha estrada
Pego meu carro de boi
Porque o trem nunca vem

A luz chegou esses dias
Nas rezas da ave Maria
A água apareceu também

Tinha piaba fresquinha
Um ovo e pé de galinha
Pro pirão acompanhar

Na majestade do dia
Era só alegria
Dos grilos a cantar

As folhas iam caindo
A gente só assistindo
O sol nascer e raiá

As criança nascia
Valei-me Santa Luzia
Dos olhos eu cegar

No barro a gente se via
E na melhor companhia
O restante do ar

E sempre trazeno
O cacete na mão
Para os cachorros espantar

Uma inocência plantada
Na terra de meu bem
Aleluia amém acabo de acabar










Ronaldo crispim
Enviado por Ronaldo crispim em 16/09/2018
Código do texto: T6450274
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ronaldo crispim
Igaci - Alagoas - Brasil, 20 anos
76 textos (1433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/19 17:32)
Ronaldo crispim