Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma Bicicleta...

Uma Bicicleta...



Os pedais...

Sobem e descem...

O suor escorre...

Por entre minhas narinas...

As folhas da primavera...

Deslizam pelo asfalto...

Lembro...

Que buscava você...

Em minha garupa...

Por sua culpa...

Ainda prático...

Um ciclismo de cinismo...

Em lembrar...

Do seu olhar...

Passando por entre...

Os Pinheiros...

Ainda lança seu cheiro...

A Bicicleta...

Não me fez atleta...

Mas em cada volta...

Ainda penso em te admirar...

(A sua volta!...)...

Na antiga casa...

Eu penso em reviver...

Como te querer...

Em tempos...

Adormecidos...

Refletindo o que nunca...

Foi esquecido...

Realizando o adendo...

De ter algum pedido...

Aquecido e preterido...

Nos seus ferros...

Foram soldados berros...

Que a cada nova pedalada...

Produziram camadas...

De variadas empinadas...

Para tentar  impressionar...

Contendo alguma perícia...

Mas para cada tombo...

Ocorreu um assombro...

Tendo triciclo...

Buscou algum equilíbrio...

Que fizesse um brio...

Aprendi a te dominar...

Mas para o meu azar...

Fui almoçar...

Pensando no jantar...

Que ao acordar...

Realizou um recordar...

De te amar, a cada novo problematizar...

Uma bicicleta pequenina...

Que subia e descia ruas...

Nua em diabruras...

Berlindas de,  frescuras impuras...

Testemunhando juras...

Virando multas...

Já carregaram pães e leites...

Do pedreiro ao sorveteiro...

Foi fazendo do estudante...

Um estimulante...

Perante o ambulante...

Rasante e  entrecortante...

Eram comuns em suas formas...

Na sua estética...

Combateu a antiética...

Dialética, se fazendo atlética...

Por entre os carros...

Deixou espalhados barros...

Respirações fumegantes...

Catarros dançantes...

Uma bicicleta de sonhos...

Para uma vida embalada...

Em eternas recepções juvenis...

Solúvel e visível...

Sua estrutura rangendo marchas...

Rejuvenescendo taxas...

De uma manutenção...

Cobrada por razões...

Que ainda são transformadas, em comoções...

Bicicleta!...

Sua oração...

Me,  faz voltar a ser criança...

Em uma nova dança...

Sempre estando na esperança...

De realizar...

Novas andanças...



























zaccaz
Enviado por zaccaz em 09/07/2021
Código do texto: T7296257
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
zaccaz
Novo Horizonte - São Paulo - Brasil, 39 anos
864 textos (6896 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/21 19:41)
zaccaz