Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

estrada de mim

estrada de mim;

por rodrigo martins

é imensurável a tristeza,
de saber que a tristeza me toma...

quão nada é o homem,
quando nada o homem soma?

só eu sei de mim,
sei que no fundo não quero melhora,
somente o afunilamento até chegar a hora,
por um fim.
encerrar a história...

quão nada é o homem,
quando nada o homem soma?

sinto horror da contínua,
e, incessante estrada,
garganta seca,
sem um gole d'água,
mas também não quero,
embora eu queria...
bipolaridade e inconstância,
errante com rumo,
nômade com casa,
e ainda sim, não pertenço a nada.

quão nada é o homem,
quando nada o homem soma?
Rodrigo M
Enviado por Rodrigo M em 11/09/2019
Código do texto: T6742474
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo M
Barretos - São Paulo - Brasil, 25 anos
10 textos (133 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/19 03:28)