Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHAR CANSADO


OLHAR CANSADO – 14/01/09

Achava certo nadar
Não contracorrente das águas.
Era ilusão!
O tempo fechou
Vejo apenas cinzas.
Não há saída
O povo continua espoliado
Indiferença global.
A roça secou
A minha garganta emudeceu.
Choro! Ergo meu canto de lamento.
Para os ricos, tudo azul,
mas eles ainda estão verdes
e nos amadurecendo à força
e o trabalho é mais uma forca
somos tratados com gado
numerados para o matadouro;
não estamos prontos, morremos.
Embora desesperados, ainda
Somos lição de esperança.
Nossa utopia é viver
Um dia num mundo justo.
J B Pereira
Enviado por J B Pereira em 13/02/2012
Código do texto: T3496325
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2476 textos (1485567 leituras)
19 e-livros (206 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/08/20 06:31)
J B Pereira