Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLILÓQUIO

Longe,
de tudo,
até de mim,
localizado num
mundo inóspito que consume meu melhor.

Estou
sem chão
nem teto.
Nada cobre
minha alma, que de vagar se disseca.

Sem
avanço, num
niilismo existencial
busco caminhos,
aqueles que orientaram minha felicidade.

Demoro
em encontrar a
razão suficiente,
causa da mudança
que haverá de me conduzir de volta à vida.

Precisarei
libertar-me e
acabando com
a prisão em que
estou submetido renascer, ver a luz, viver.



Angelyto
Enviado por Angelyto em 05/10/2019
Código do texto: T6761700
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Angelyto
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 59 anos
191 textos (2642 leituras)
11 áudios (153 audições)
10 e-livros (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 11:15)
Angelyto