Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia 986

A madrugada é  esguia
morruda, esfanicada e tênue

A madrugada é galgaz
esbelta, chupada e esmilinguida

A madrugada é  o vigia cego,
surdo e mudo que passa ao meio dia.
Gustavo Miranda
Enviado por Gustavo Miranda em 27/09/2019
Reeditado em 27/09/2019
Código do texto: T6755216
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Gustavo Miranda
Recife - Pernambuco - Brasil
1013 textos (23547 leituras)
8 áudios (328 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/07/20 12:25)
Gustavo Miranda

Site do Escritor