Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Exoneração

Exonerei minha existência num cochilo de fim de tarde,
Algumas horas retardam o instável,
Fechei os olhos, mirei os pensamentos no menor abalo,
Nos desejos fúteis, constantes e migrados,
Namorei por mim mesma, outro dia, outro estado,
Relacionei as situações com o improvável,
Todo, qualquer sigilo, vergonhosa,
Cobri-me até o dorso e abracei individualidade,
Parti em inexistência ao meio do dia,
Acordei, remexi acima da cama as mesmas cobranças,
Levantei-me algemada, intrínseca,
O mesmo eu, a mesma vida.
Típica.
Carolina Svinna
Enviado por Carolina Svinna em 12/07/2019
Código do texto: T6694073
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolina Svinna
Jandira - São Paulo - Brasil, 23 anos
20 textos (230 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 12:08)
Carolina Svinna