Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enquanto eu ansiava o silêncio.


Um jardim de flores mortas.
Um canto dissonante ao silêncio.
Um rosto marcado ao espelho fosco.
E o que dirás quando estiveres diante de mim?.
Vejo nos teus olhos a tristeza.
E um feixe de luz querendo sair.
Estas presa em tua gaiola,
Mas já não importam tuas asas,
Se nem sabes mais como voar.
Tuas mãos estão sangrando,
Assim como teus olhos,
E peito ,
E alma.
Costumavas sorrir em dias de sol,
Mas a neblina no teu sorriso,
Tornou-se um todo.
Tua felicidade talvez tenha migrado,
Para longe dos teus sonhos.
E sua alma tornou-se uma porta fechada,
Que por dentro dela,
Só existe vazio.
DjavamRTrindade
Enviado por DjavamRTrindade em 25/03/2021
Código do texto: T7215369
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
DjavamRTrindade
São Paulo - São Paulo - Brasil, 35 anos
1869 textos (31594 leituras)
374 áudios (7429 audições)
1 e-livros (65 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 16:16)
DjavamRTrindade