Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não Vá

Espere por mim e me proteja
diga meu nome mais uma vez
preciso saber que estou vivo.
não vá, não desapareça por
esta estrada sem fim,não tire
você de mim, por medo de meus
segredos.

Aquele sou eu no canto da casa
brincando com meus medos,um
retorno a minha estranha infância
quando deixei de ser criança e
parei de voar, brinquedos,
lembranças e o medo de brincar.

Não vá, não me deixe em desespero
aquele sou eu no banheiro me cortando
pra curar, curar a doença do passado e
poder olhar pra frente, calar esses gritos
do presente sem ter medo do futuro pois
aquele sou eu encolhido no escuro
lhe pedindo que não vá.

fique mais um pouquinho comigo posso até
tentar mudar,me ensine a ser feliz,
posso fingir que consigo, posso mascarar um
sorriso e tudo vai melhorar.

Não vá, ore comigo agora, nem que for a um
deus pagão, segure na minha mão, eu tanto
preciso disso, eu tenho medo do abismo que
está olhando pra mim, por favor me diga sim
não seja tão implacável talvez seja o fim mas
nada é inevitável.


 
A poesia e eu
Enviado por A poesia e eu em 07/09/2019
Código do texto: T6739882
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o autor ). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
A poesia e eu
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil
50 textos (620 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 00:42)
A poesia e eu