Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde está você agora?

É tanta coisa para falar e ninguém para escutar, uma vontade de correr, de me perder, de me achar. Uma vontade de dar um grito bem alto no infinito, sem saber o que gritar. É uma angústia que me consome, alguma coisa que não sei o nome. É um tiro a esmo, uma briga comigo mesmo. Meus pensamentos me perseguem e me sucumbem a todo momento me causando dor e sofrimento. É tanta resposta sem argumentação, é tanta ferida no meu coração. É uma faca que corta como fogo em movimento, é uma dor que queima o meu pensamento. É um ter o que dizer sem ter o que falar, é um tentar sorrir e uma vontade de chorar. É uma dúvida cruel, um dia é o inferno, noutro dia é o céu. É uma vontade de chorar, de chorar, de chorar. É uma adolescência que não volta, que não volta, que não volta, é uma revolta sem saber como explicar. É uma lágrima incontida, sem ter a quem contar. Ninguém te amou mais do que eu, em qual esquina o meu amor se escondeu?
Poeta do Mirador
Enviado por Poeta do Mirador em 18/08/2019
Código do texto: T6722880
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta do Mirador
Crateús - Ceará - Brasil, 50 anos
100 textos (5592 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/19 00:08)
Poeta do Mirador