Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Evapo

Bogotá, 18 de outubro de 2019.

Desculpe se virei-te as costas
E temos costas sangradas então
Por cima o ar que nos junta sabe que somos um
Por baixo os pés que sabem que sem pisar forte
Não há um libertador
Mas há libertadores
Seguimos por cada vento do Equador

Mina de Prata nos fez reféns
Ilusão de Ouro escravizou
E ofegantes lançamos ao ar a Liberdade
Que cada árvore acarinhou e avolumou
Não há um salvador
Mas há mil salvadores
Choveu no Amazonas Gotas de Amor

Marias todas que eu vi andar
Segundos nomes da terra mãe
Que Pachamama batizou rebelde do cadastrador
Que Iaçá calma alimentou nos dias da carestia
Não há a mais bonita
Mas todas são tão belas
A Flor que a mim e a você habita

Faço promessa então
Serei rio voador
Unidos nessa evapotranspiração

 
Pantoja Ramos
Enviado por Pantoja Ramos em 18/10/2019
Reeditado em 18/10/2019
Código do texto: T6773098
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pantoja Ramos
Belém - Pará - Brasil, 44 anos
294 textos (10561 leituras)
74 áudios (2347 audições)
38 e-livros (2427 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/11/19 18:52)
Pantoja Ramos