Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poente de Dunquerque

Vejo-o morrer pela vigia.
Vejo-o morrer por sobre a proa.
Vejo-o morrer por sob as máquinas.

Morre sobre um horizonte frio,
Cercado de nuvens multicoloridas que lhe dão
A cor de ouro.

Silêncio no complexo portuário
De minério ferro de Dunquerque.
Silêncio pela sua morte.

Morre aqui, mas lá embaixo, na
Terra quente, ainda existe a sua luz.
Sob a qual o Cristo, de braços abertos, agradece.
Daniel Imperio
Enviado por Daniel Imperio em 09/10/2019
Código do texto: T6765492
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Daniel Imperio
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 66 anos
52 textos (1194 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 11:51)
Daniel Imperio