Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poente de Dunquerque

Vejo-o morrer pela vigia.
Vejo-o morrer por sobre a proa.
Vejo-o morrer por sob as máquinas.

Morre sobre um horizonte frio,
Cercado de nuvens multicoloridas que lhe dão
A cor de ouro.

Silêncio no complexo portuário
De minério ferro de Dunquerque.
Silêncio pela sua morte.

Morre aqui, mas lá embaixo, na
Terra quente, ainda existe a sua luz.
Sob a qual o Cristo, de braços abertos, agradece.
Daniel Imperio
Enviado por Daniel Imperio em 09/10/2019
Código do texto: T6765492
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daniel Imperio
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 65 anos
16 textos (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 07:56)
Daniel Imperio