Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEUS PRETO

de repente
eu gostaria
que tudo fosse preto
preto de cor
porque preto não é raça;
o sol preto,
a lua e as estrelas, pretas,
a água do mar e dos rios, pretas,
o branco dos olhos, também preto,
florestas pretas,
céu infinito, preto
e as nuvens, também.
o dia, então, tanto quanto a noite,
a escuridão, tão preta,
que pudesse ser palpável,
e a terra preta,
nem mesmo o sorriso seria de outra cor.
peles, ossos e tripas, tudo pretos,
então,
amaríamos pelo sabor dos cheiros,
pelo calor das vozes,
pelo prazer da presença
quem sabe assim
pudéssemos ser iguais
como realmente somos,
já que dentro somos iguais em função,
por fora, também.
por que não?
Jonas De Antino
Enviado por Jonas De Antino em 25/03/2019
Código do texto: T6607151
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jonas De Antino
Cajati - São Paulo - Brasil, 54 anos
669 textos (10058 leituras)
5 e-livros (99 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 13:13)
Jonas De Antino