Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para que poesia?

O sol causticante
Na cabeça e o açoite
O lombo marcado
Trabalho suado
A mesa está posta
Trancos e barrancos
A ferida exposta
Tantos solavancos
Cangalha armada
Lá se vai mais um dia
O medo constante
Da barriga vazia
Nem música se ouve
Pura fantasia
São tão poucos os sonhos
Para quê? Poesia!

Cláudia Machado

Nota: Muitos não dão valor à poesia, à expressão artística e aos sonhos porque pensam que não "enchem barriga". Mal sabem que não "enchem barriga" mas deixam a existência prenhe de vida!
Cláudia Machado
Enviado por Cláudia Machado em 12/03/2019
Reeditado em 12/03/2019
Código do texto: T6596561
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Machado
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
722 textos (20317 leituras)
59 áudios (2711 audições)
1 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 04:22)
Cláudia Machado