Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Casa de gelo

Dentre névoas de pensamentos,
Recordo-me dos velhos momentos,
Ora abraços e agradecimentos,
Ora súplicas e lamentos.

Minh'alma do corpo se ergue numa noite fria,
Sinto as pernas balançarem em agonia,
Com o calor do cobertor, uma harmonia,
Meu corpo adormece e a alma em melancolia.

Encontro-me no meu subconsciente,
Preso em uma casa de gelo de repente.
Tudo é frio, tão solitário e decadente,
Do lado de fora, uma estrela cadente.

Preso nesta casa, longe do caos,
Longe do céu e dos homens maus,
Longe das águas e das naus.

Fecho os olhos doloridos,
Encolho meus sentimentos abatidos,
Rimo como um poeta bebido,
Não uso termos polidos.

Recolho a paz, a alma e o sono,
Observo a escuridão saindo do quarto,
A luz da manhã cinzela um novo dia.





 
 







Sarubi
Enviado por Sarubi em 25/05/2020
Reeditado em 25/05/2020
Código do texto: T6957918
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Sarubi
Manaus - Amazonas - Brasil
41 textos (828 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 12:47)
Sarubi