Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A cruel crise

Hoje a ansiedade resolveu me visitar
Veio me mostrar, que ela não tinha ido embora
Do nada comecei a pensar sem parar.

Minhas mãos começaram a gelar
O meu fôlego, começou a falhar
Meu coração começou a acelerar.
   
O meu corpo começou a formigar,
Comecei a tremer
Como se eu não fosse suportar.

Depois de um tempo
Eu parei de pensar
Minhas mãos, pararam de gelar.
       
O meu fôlego,começou se  normalizar
Meu coração desacelerou
O formigamento parou.
       
Aquela crise, que eu pensava que não ia suportar
Se foi, mas não vai demorar voltar
A "Ansiedade" é perigosa.
         
Ela te sufoca
E não quer mais soltar
Saiba pedir ajuda, não deixe ela te dominar.
           
Carllos Alves
Enviado por Carllos Alves em 10/10/2019
Reeditado em 10/10/2019
Código do texto: T6765659
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carllos Alves
Piracuruca - Piauí - Brasil, 15 anos
21 textos (462 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 09:09)
Carllos Alves