Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contar

Quando te contei, não aumentei um ponto
Por certo, foi do jeito que falei, e acredite...
O tempo que embaralhado, um tanto tonto
Atrasou no circular, e quem quiser, o imite...

Quando te contava, falava verdade e pronto
O pranto que a lagoa banhava, era espelho...
De uma face triste; e o discurso que monto
Tem cores fortes, vivas, sol, indo vermelho...

Lindo por detrás dos montes;  não te conto
E agora, tudo que aqui guardo, deixo ao Pai...
Criador, que  conhece quando o desaponto
O meu coração guarda, protege, e traz a paz.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 31/08/2019
Reeditado em 31/08/2019
Código do texto: T6733437
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1468 textos (45959 leituras)
2 áudios (149 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/07/20 08:32)
Meri Viero