Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Raridade

E palavras  ficaram  no ar, mono, estéreo
Ondas de um monólogo indiscutível, fala
Rara; a raridade é esse mundo tão etéreo
Rádio antigo  que ainda fica naquela sala

Quatro linhas de uma saudade de um ser
Só; tantas palavras  que  aqui não voltam
Volta por cima, ou por baixo, transparecer
Desses muitos traços  que não se soltam

Soltou o braço, e ferida outra vez, rompeu
Ataduras não  adiantam  mais, e atrasado
O relógio sempre  parece estar, tic perdeu
O tac, ficou sério e sereno; ficou parado...
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 28/08/2019
Código do texto: T6731586
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil
1354 textos (42133 leituras)
2 áudios (100 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 02:57)
Meri Viero