Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema da esperança

Que dessas matas verdes,
Desse sol amarelo,
Não restem só cinzas,
Do que foi o mais belo,

Que desse povo sorridente,
De samba, rap, bolero,
Não sobre só lembrança,
De tempos dignos de governo esmero,

Que o pesar de inevitável lembrança,
Faça eclodir o canto sincero,
Com olhos brilhantes de criança,
Desse Brasil que tanto venero.

E que preto, branco ,misturado, gay, hétero, trava, viado
Seja filho da pátria com orgulho estimado.
Madame Rouge
Enviado por Madame Rouge em 16/05/2019
Reeditado em 16/05/2019
Código do texto: T6648536
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Madame Rouge
Botucatu - São Paulo - Brasil
50 textos (990 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 13:20)
Madame Rouge