Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPELHO

Olho diante do espelho e nada vejo,
Lutei, chorei e sobrevivi,
Para chegar a lugar algum.

Acreditei que poderia mover montanhas,
Superar o impossível e ser meu próprio herói.
Mas nesta vida que a tudo contamina,
Nem mesmo a mais pura das almas sobreviveria.

Aquela criança que salvaria o mundo, sucumbiu à realidade.
Gritando com a alma sem que ninguém ouvisse,
Talvez porque o mundo seja surdo, ou eu talvez.

Tantas vezes quis fugir sem saber para onde,
Mas acabei por me iludir acreditando que tudo poderia mudar.
Caído diante deste espelho sem reflexo,

Aguardo o descanso do qual tanto medo tenho.
Quem sabe por acreditar que tudo possa recomeçar,
E como criança, eu mais uma vez possa sonhar.

Luamor




Into the west - No Oeste - Annie Lennox - Legendado

http://www.youtube.com/watch?v=5dZhyNubTfI




===============================





Vejam que esplendorosa interação deixou o poeta mestre  Jacó Filho"meu padrinho" trazendo brilhos ao meu poema, obrigada mestre amei!Show, arrasou!


REFLEXOS DE MIM

Revivendo aventuras e tempos bárbaros,
Tento ver no espelho qualquer juventude.
Mas os cabelos brancos mostram finitude,
Que roubam do físico, prazeres tão caros...
 
Tentei ver Minh? alma inclusive por dentro.
Distinguir desavenças e criar concordância,
Mas saltou-me aos olhos minha ignorância,
Que a luz da verdade sua causa não tenho.
 
Vasculhei-me por dentro mas não vi amor,
Com gotas salgadas, o rosto, umedecendo,
E reflexos soltos que por mim intercedendo.
 
Criam impressões, pra mente se recompor,
E descobrir em Deus, novo sol renascendo,
Pra ver na poesia, meu amor sobrevivendo...

Jacó Filho







Mais uma linda inteiração me trouxe essa poeta mestra minha mana fadinha que a todos encantam, linda loirim...vejam que beleza amei querida, beijoka na sua bochecha te amoooo, Lua Ruivim

 
Diante do espelho antigo, em estilo provencial com a tela em cristal
Fico a me mirar
Dele jamais posso fugir
As vezes até tento, mais o encontro quase sempre e inevitável.
hoje me olho naquele imenso espelho! só ele pode me ver e dizer a verdade.
Já me mostrei para ele de várias maneira
nele um dia estou reluzente em outros sórdidas e com á alma dilacerada!.
Nele já fui Catarinas , Afrodites e Joanas, nele já fui santas e,rameiras,
Ja fui Deusas e Medusa , hoje te olho de fronte,
debruçada com um belo vestido de calda., batom da cor de sangue. nele reflete semblante.,
Ele é o mais preciso relógio, o mais puro confidente, dele não posso mas me esconder, hoje pra ele quero me abrir
mostrar-me por inteira
Minhas memórias não ficarão registradas
talvez um doce olor fique naquela tela de cristal , quando eu partir
outros rostos naquele espelho vão refletir
neste momento só minh'alma restara ali.

Cle






 E mais uma linda interação da minha querida amiga poetisa mestra Norma Aparecida Silveira  Moraes, minhas olhos de mar, que encantam á todos com sua ternura, amei Show, beijos minha amadaaaa.

A minha criança interior
Está a busca do sincero amor
Vive superando tanta dor
 
O que vale é ter felicidade
Cada pessoa tem a sua lealdade
Para com a alma a sinceridade
 
Saber bem buscar toda a emoção
Livrar-se das angústias do coração
Fazer da catarse poesia e inspiração
Deixando a alma falar livremente

Norma Aparecida Silveira Moraes


 
Luamor
Enviado por Luamor em 09/11/2017
Reeditado em 12/11/2017
Código do texto: T6167310
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Luamor
São Paulo - São Paulo - Brasil
1076 textos (83720 leituras)
17 áudios (923 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 10:09)
Luamor