Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inevitável.

Se um dia o mundo acabar
O adeus vai permancer
Espero um dia imaginar
Vagar nas noites do meu ser
Em sonhos e cores
Momentos que vivi recordando
O que habitou minha mente
Grandes e pequenos
Percorres dentro
Dos labirintos do coração
A essência da razão
Das palavras que escrevi com defeito
Que contornaram todos os efeitos
Formando curvas pelas nuvens
Brancas, azuis, amarelas, singelas
Tingidas e soltas sem fim infinito
O tempo se guardou
A recompensa tirou-me da memória
E postou em um papel
Aflorado ou maguado
Feliz ou bem esboçado
Em bela forma formou-se
Livre como o passarinho
A esfera da vida vuou-se
Atravéz do além o desdém
Deu-se a forma a liberdade que sente
O intratavél foi pelo espaço
Como o ninho inadiável
Aquém o passarinho constriu.
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 17/05/2010
Código do texto: T2262644

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4954 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 14:50)
Á alma é barata