Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não escolhi ser humano.

Enfim que prefiro
Qualquer outra idéia
Ser humano eu sou

Se conhece o certo
Um bicho errante
Sou humano de ser

Todo ser
Quiz ser
Apenas um sou
Como vou
Conhecer
Esse ser
Ser humano sou

Se derrepente
Dou um sorriso
Sou feliz
Virei um ser
Sem ter
Que saber o que fiz

Toda vez eu sinto
Um pouco viver
De ser e fazer
E o querer
E o entender
Faz chuver
Os olhos ver
O coração bater
A saudade morder
E o humano sofrer

O principal ser
Não sabe esclarecer
Se o que tem haver
É ou não o compreender

O mundo é de enlouquecer
Com a mão no revolver
E a palavra não resolver
Todo planeta só sabe correr

Quando o dia desistabelecer
A noite chegará no anoitecer
Pode num laço o mundo crescer
E no outro o mundo apodrecer

Esse medo faz entristecer
O espaço a tecer
Pedaços da vida desprender
Em memória não da pra esquecer

É de surpreender
Esse nosso ser
Apenas tudo a contradizer
O que posso dizer
O que sempre está a estabelecer
É o humano que faz acontecer
E ser humano  sempre vou ser.
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 16/05/2010
Reeditado em 16/05/2010
Código do texto: T2259687

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4954 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 15:34)
Á alma é barata