Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pegadas artísticas grudam na mente.

Todos caem no truque da imaginação
É sempre difícil descobrir a inocência
Flores brancas que entrão no peito
Viram rosas avermelhadas de sangue
Onde é o limite dessa estrada se nossa
Habilidade de dirigir é infinita?

Todas garotinhas sonham em ser
Atrizes de cinema, o mundo não é só isso
Também é uma esfera azulada cheia de gente
Como a cor dos seus olhinhos em pé de guerra
Você vai deixar essa lúz apagar sua sanidade?

Obscuridão do mar, são as lágrimas que chovem
O mundo vai acabar em água dinovo !!
O corpo é um templo, que os infantis dormem a rua
Trocando moedas por pedaços de suas almas
Pegadas artísticas grudam na mente
Esse não é o desespero que faz sentido aos planos é?.
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 12/12/2009
Reeditado em 16/12/2009
Código do texto: T1974373

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4880 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/01/20 02:08)
Á alma é barata