Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ciclos

a gota evapora do mar
e paira pelo espaço
toda a terra a molhar
vê campos, matas, desertos
oceanos, lagos, cidades
picos de neve encobertos
até que cede ao cansaço
em chuva então precipita
já não lhe basta o espaço
no turbilhão da montanha
a rocha batida palpita
e no despencar da torrente
corredeiras, remansos, cachoeiras
até a calma planície
onde reencontra descanso
já unida a tantas outras
irmanadas no mar manso

mas ali não tarda esperar
outra vez arrebatada
por outros caminhos lançada
ora é gelo na geleira
ora no tórrido deserto
num instante evapora
ora nas entranhas da rocha
subterrânea demora
ora nem chega a deixar
a vastidão do mar

e cada vez que lá retorna
ao reencontrar-se em tais amplidões
tantas outras que com ela
compartilham infindas visões
de um mundo tão vário de vidas
que iniciam e findam
num único e vasto horizonte
da água cuja sina
começa onde termina

e quando a pequenina gota
depois de lonjuras se acalma
descobre que é como as outras
dos seres vivos a alma


Publicado no livro "Coice de mula" (2018).
Mário Sérgio de Melo
Enviado por Mário Sérgio de Melo em 05/08/2019
Código do texto: T6713040
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Mário Sérgio de Melo e o site recantodasletras). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Sérgio de Melo
Ponta Grossa - Paraná - Brasil, 67 anos
481 textos (3479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 19:11)
Mário Sérgio de Melo