Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perguntas ao vento....

 Tantas perguntas que vão e voltam vazias,como um eco...então melhor nem perguntar deixar o rio seguir ,sentir seu fluir...
 Como chuva fina que arrepia mas não dá frio.... é melhor que o vazio...quando perguntar não resolve melhor e calar e só observar ,pois é a sabedoria do tempo...
 Os caminhos a frente a mente consciente....por vezes viaja ,subterfúgios cria um lugar de companhia...diálogos monólogos...
 Vou gritar no meio do mato e rochas para ver se ecoa minha voz, espero que volte o som ...sem resposta mas reflexo do que emiti....permiti...cheiro de mata ,bambuzal escuto barulho silencioso, delicado da água que corre por veios na rocha...estufo meu peito encho com esse ar ...pássaros a festejar a vida ...eu só a contemplar ...esperando meu eco voltar...
 Perguntas sem resposta....talvez nem meu eco retorne...
 Mas me faço companhia ...carrego beleza no olhar...e sinceridade no sentir...o dia que meu corpo não mais existir serei sentimento livre ...que corre no mato ,bambuzal..............cachoeiras nas rochas,cavernas...onde houver natureza e beleza ...
Rosa de pedra
Enviado por Rosa de pedra em 11/01/2019
Reeditado em 11/01/2019
Código do texto: T6548386
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa de pedra
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 44 anos
117 textos (1770 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/19 05:30)
Rosa de pedra