Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mãe natureza

Floresceu esperança no vermelho da floração...
O verão antecipado, deixando um tom delicado
Às vezes, pendurado, e outras  vezes, no  chão
Uma ramagem, uma  roupagem, um pergolado

No corretor  que  desconhece, tamanha  beleza
Se a palavra é errada, acertada é essa natureza
Vai  aquarelando as ruas, as  praças, e as casas
O beija-flor  agradecido, beija e  bate suas asas

Feliz é a alma que encontra tempo para observar
O tempo se acomoda na palma, e olhar marejado
Parece a imagem congelar, fica  como  se a levar
O mimo da mãe natureza, que, com todo cuidado

Oferece para quem sabe amar o verde, e a vida...
A flor e o pão, o real, o  palpável, e  o imaginário
Um ser etéreo, invisível  ao olhar; tão desprovida
Da vaidade humana; é uma joia rara, um relicário.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 17/07/2018
Código do texto: T6392532
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil
1377 textos (42731 leituras)
2 áudios (111 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 05:11)
Meri Viero