Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bem-te-vi...

Voltou a cantar no galho da pitangueira
Parece que  me viu e  agradece, faceiro
Pela água que molha suas asas ligeiras
Limpa seu bico e garganta, e  no poleiro

Se exibe livre, chamando outros, convite
Que mais  à  tardinha vão aceitar, e virão
Bom de ouvir esse canto  e nesse grafite
Pintar com letras pássaros que passarão

E bordarão meus poemas, cores e cantos
Suaves melodias ao ar vão esparramando
Enquanto tarde cai, na cidade, no Recanto
Asas inquietas aos poucos vão pousando.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 17/04/2018
Reeditado em 18/04/2018
Código do texto: T6311405
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil
1377 textos (42716 leituras)
2 áudios (111 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 20:56)
Meri Viero