Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bem-te-vi...

Voltou a cantar no galho da pitangueira
Parece que  me viu e  agradece, faceiro
Pela água que molha suas asas ligeiras
Limpa seu bico e garganta, e  no poleiro

Se exibe livre, chamando outros, convite
Que mais  à  tardinha vão aceitar, e virão
Bom de ouvir esse canto  e nesse grafite
Pintar com letras pássaros que passarão

E bordarão meus poemas, cores e cantos
Suaves melodias ao ar vão esparramando
Enquanto tarde cai, na cidade, no Recanto
Asas inquietas aos poucos vão pousando.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 17/04/2018
Reeditado em 18/04/2018
Código do texto: T6311405
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1478 textos (46424 leituras)
4 áudios (218 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/08/20 09:42)
Meri Viero