Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORRA DEVAGAR

Precisão, emoção, depressão.
Desespero somos guerreiros.
Imperadores do amanhecer,
Um soldado a envelhecer.

 Ouço discos de horror.
Ouço tiros, sinto dor.

Me leve, à enfermeira?
Me leve por favor.

Estou trancado.
Largue-me de lado.

Não sou mais preciso,
Sem ritmo e indeciso.

Preferindo andar às vezes devagar
Talvez, você não saiba o que é devagar.

Todos nos morremos.
Me livre de arrependimentos.

Sou um soldado a envelhecer,
Um grande inútil a continuar a viver.

E continuo sentindo dor.
Minha enfermeira ainda não está ao meu dispor!?

AllanChristian/Faunno
UmTragoFilosófico
Faunno
Enviado por Faunno em 19/08/2019
Código do texto: T6723901
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Faunno
Goiânia - Goiás - Brasil, 24 anos
81 textos (536 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/07/20 04:18)
Faunno