Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORRA DEVAGAR

Precisão, emoção, depressão.
Desespero somos guerreiros.
Imperadores do amanhecer,
Um soldado a envelhecer.

 Ouço discos de horror.
Ouço tiros, sinto dor.

Me leve, à enfermeira?
Me leve por favor.

Estou trancado.
Largue-me de lado.

Não sou mais preciso,
Sem ritmo e indeciso.

Preferindo andar às vezes devagar
Talvez, você não saiba o que é devagar.

Todos nos morremos.
Me livre de arrependimentos.

Sou um soldado a envelhecer,
Um grande inútil a continuar a viver.

E continuo sentindo dor.
Minha enfermeira ainda não está ao meu dispor!?

AllanChristian/Faunno
UmTragoFilosófico
Faunno
Enviado por Faunno em 19/08/2019
Código do texto: T6723901
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Faunno
Goiânia - Goiás - Brasil, 23 anos
64 textos (346 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/19 11:30)
Faunno