Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REPTO

Atravessa tempestade
vê se me esquece
lava, leva, afoga
minha prece
e não me apressa:
raios que te partam!
Que tens para alquebrares?
Minha paixão colérica?
Meu coração injuriado?
Chegaste tarde:
já estou em pedaços,
agarrado a osso, pedra
e álcool, o que esperas?
Só chova sua chuva em febre,
eu me embriago de tormenta,
dor e vazio me alimenta,
a solidão me aquece,
não há nada no céu
que aconteça
queres rebentar: rebenta,
estou no quarto contando
misérias e poemas,
o que pode ser o que resta
do que quer que eu seja.
Diego Duarte
Enviado por Diego Duarte em 12/06/2020
Código do texto: T6975260
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Diego Duarte
Ananindeua - Pará - Brasil
436 textos (8485 leituras)
3 e-livros (137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 21:56)