Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEPONEX


É preciso não passar batido diante daquela retidão?
É preciso saber que ela estando morta
Esse corpo é uma prisão?

E saber que ela viva, velava por aquele corpo
Que vivia, atos após intensa voltagem
Porque havia 80% de chance de alguma cura

Mas qual é a cura para a loucura,
Se o arroz veio sem açafrão?
Qual é a perspicácia da antiga audácia
Que fez os deuses dobrarem os joelhos
Pois fui Juiz Supremo
Do final de uma corte marcial

O que vem embebido com cerveja
É ampulheta meu irmão
O que derrete no sódio
É só sal de Andrews
O sal que me dá abrigo
É o sal de Lítio
O que gere a fábrica de pensamento
É um novo sortimento
De Zíon me despeço do Zyprexa
E que seja esta
A última vez
Vai ver que é a clozapina
Que me anima
E me deixa
Em paz
Ou ser feliz é pedir demais?


Leonardo Daniel
18/12/2013
Camuflagem
Leonardo Daniel
Enviado por Leonardo Daniel em 13/04/2020
Código do texto: T6916109
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Leonardo Daniel
Inhumas - Goiás - Brasil, 41 anos
647 textos (4728 leituras)
3 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 23:44)
Leonardo Daniel

Site do Escritor