Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhos castanhos

Pérfido como nunca ninguém viu
Olhos castanhos... me mentiu
Tredo como jamais se vira
Olhos castanhos... uma mentira

Lembrem-se de Jesus
Onze iluminados
E um sem luz...

Enganador como mais ninguém
Fez de mim um refém
Podia ter sido qualquer outro, um alguém...
A mim me quis e a mim me tem!

Lembrem-se do crucificado
Onze iluminados
E um apagado...

Escapo, e num passo
O caminho eu traço
Até que me ocorre um lapso
E pergunto-me o que faço

Volto atrás no tracejado...
Olhos castanhos... lacrimejado
E da minha boca saíra:
"A minha vida, mero fardo,
Por uma mais mentira..."
Christophorus Columbus
Enviado por Christophorus Columbus em 07/04/2020
Código do texto: T6908986
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Christophorus Columbus
Sintra - Lisboa - Portugal, 19 anos
9 textos (94 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 21:30)