Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sumo

Torce o pano, a manga, o papel  e o pensar,
Espreme o suco das palavras bem devagar;
O inverno secou a fruta, e água dos gomos,
Foi pra outro lugar, então não bebo, como...

Tentando me alimentar da inspiração seca,
Que fugiu desse meu pensar, e a alma peca;
Por não querer ajudar; e na direção  que vai,
Leva todos os meus ais;  aí a coisa não sai...

A rima é automática, e pensa  logo no bem,
Vai bem longe daqui, sem ele não fica, vem;
Acompanha essa loucura, aquieta essa fala,
Que não aguento mais carregar essa mala...

Cheia de saudade, da lembrança só de você,
Arruma  essa bagunça, traz  jus temperança;
Que não mais vou querer saber os porquês...
Pois, no raso já sei, o que sempre quis saber.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 27/08/2019
Código do texto: T6730324
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 48 anos
1354 textos (42111 leituras)
2 áudios (98 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 13:41)
Meri Viero