Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rimando na manhã fria

Quatro cantos abrigaram a vida mais um dia
Ou noite, foi a cama, a casa, papel da poesia
Paredes, quadros, tapete florindo margaridas
Pote  de vidro, plástico, maionese, margarina

Rima  que antecede palavras; café  com pão
Para  iniciar  o dia, desjejum, despedida, dez
Horas que o tempo sem tempo de circulação
Não pode mostrar pensar feito com sensatez

São loucuras para te acordar, barulhos na rua
No telhado de vidro, ouvido atento, houve até
Quem disse que sim, outro não; brilho da Lua
Cheia sem nós; só rima, pode  ser cré com lé.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 24/08/2019
Código do texto: T6727849
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1525 textos (48191 leituras)
5 áudios (313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/04/21 19:36)
Meri Viero