Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O canto da cigarra


Mania tal de fazer analogias,
Fê-la louca.
Louca, louca, louca!
O canto da cigarra que de pensar,
Lhe estremecia,
Agora ouvia.

Louca, louca, louca!
O canto fê-la acordar um dia,
Fê-la desconfiar de si,
Contar os dias,
E acabar-se por eles.

Louca, louca, louca!
Ouvia!
O canto da cigarra que lhe estremecia,
Partia da mente ao corpo... Paria!
Fê-la contar mais dias,
Enlouquecia.

E o canto da cigarra que tanto ouvia,
Logo lhe não estremecia,
Se era noite ou dia,
Já não sabia,
Por fim, só enlouquecia.
Carolina Svinna
Enviado por Carolina Svinna em 02/07/2019
Código do texto: T6686881
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolina Svinna
Jandira - São Paulo - Brasil, 23 anos
20 textos (222 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 19:59)
Carolina Svinna