Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seu Balanço Não Fecha.

Não venha com esse jeito de gueixa,
Sem que resolva de fato minha queixa,
Mecha! Pois hás de mexer, mexer!
Para merecer os carinhos do meu bolso.
Olhos verdes, cor dos dólares,
Raros como esmeraldas, raras.
Mas hás de ter carinho estocado,
Senta-te do meu lado,
Mostra-me o teu calor,
Sinta-se à vontade,
Não cobro pelo vinho chileno,
Mas descobre o teu corpo moreno,
Desnuda teu patrimônio.
Com alguns bons exercícios,
Chegaremos de verdade,
Não pense em fugacidade!
Ao capital investido,
Com os lucros que lhe são próprios,
Belo patrimônio líquido.
Luís Lisbello
Enviado por Luís Lisbello em 24/08/2019
Código do texto: T6728195
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Lisbello
Salvador - Bahia - Brasil
117 textos (991 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 10:24)
Luís Lisbello

Site do Escritor