Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A mendiga e o aleijadinho

Um dias deste, num dia quente de sol.
Vinha eu e léo voltando da entrega.
No ônibus do senhor Pacífico!
Que nem reina quase.
Quando lá pela curva da "zona" sobe uma mendiga de carona.
Pensa num fedor em forma de gente!
Mais para frente umas quatro quadras.
Eu fui o primeiro a olhar para a parada de ônibus.
E ver um aleijadinho.
Que iria subir no carro.
E mais por educação claro.
Dei o meu lugar mesmo que ele ainda não tivesse subido no bus.
Eu rindo próximo a uma janela.
Tentando respirar!
Quando olho pró meu lado e vejo o Léo.
Quase a vomitar.
Não aguentou a pressão.
Ou o fedor da moça suja.
E a cobradora debochada rindo da cena macabra.
E o motorista a praguejar.
Que feio Léo ficar com nojinho.
Oia índio fraco!
Eu sim salvei a situação.
E só me afastei por pura educação, e se o aleijadinho me odiou.
E compreensível eu não o julgo.
Pois se ele pudesse também teria corrido!
Paulo geovani
Enviado por Paulo geovani em 30/07/2019
Código do texto: T6707904
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paulo geovani
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 45 anos
196 textos (2505 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/19 18:09)
Paulo geovani