Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MULHERES 02


Por onde começo o ato de roubar,
Pela cabeça que não tem o chulé...
Ou eu desço e começo a pesquisar
Pela humilde participação do pé?

Trovador comece da cabeça e pelos
Tem razão Miro... Pelos com pintura,
Cabeça loura, morena e com cabelos,
Para que seja perfeita nossa criatura.

Certo Trovador... Escolheu a que quer?
Fácil Miro, a que pintou esta semana.
Anote aí, mas sem o nome da mulher,
Escreva que a cabecinha é da fulana.

Sei trovador é a cabeça da nordestina
Aquela que pintou com tinta furta cor?
Tá doido Miro? Mexer com a menina,
É arranjar encrenca com o Armengador

Tá certo. O que você vai roubar agora?
O nariz Miro e tem de ser bem bacana...
Aquela não, a outra não, já sei, da hora.
Anote aí, vou roubar o nariz da sicrana.

Decidido Miro, agora orelhas, de quem,
Daquela não, desta não, da tal marciana?
Não, tem de ser orelhas que escute bem,
Resolvi anote aí vou roubar da beltrana.

Hummm estou com sono,
continuamos no Mulheres 03
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 13/02/2018
Código do texto: T6252935
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Trovador das Alterosas
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
2367 textos (100112 leituras)
9 áudios (1006 audições)
2 e-livros (210 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/18 13:10)
Trovador das Alterosas

Site do Escritor