Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No Limiar Da Poesia

                                 Na ânsia da tua demora
                             Sangram lamentos toda hora
                                    Chuva que cai
                                 Água pura e bendita
                                 Desterra a desdita
                                      Abençoai

                              Teu amor, prazer infinito
                              Tua palavra, um veredito
                                     Sonhando,
                                Em teu ser eu habito
                              Por séculos, fez-se o mito
                                     Clamando

                              Doura a poesia que almejo
                             Ampara os meus desejos
                                      Afagando
                                 Alcança o imaginário
                               Mostra-me o itinerário
                                      Delineando.


Mestre Jacó Filho, muito obrigada, por
mais uma brilhante interação. Fico muito honrada,
com suas participações em meus textos.

                               Os versos moldam as saídas,
                               Pra quem quer olhar de fora.
                               E ver coisas que ignora,
                               Antes de qualquer medida...

                         
Verdana Verdannis
Enviado por Verdana Verdannis em 10/05/2019
Reeditado em 12/05/2019
Código do texto: T6643836
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verdana Verdannis
Fortaleza - Ceará - Brasil
233 textos (22230 leituras)
54 áudios (2771 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 00:36)
Verdana Verdannis