Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quatro estações não cabem em um peito.

Quantas estações meu coração aguentará
Sem abrigar a primavera florida encandarora
Quantas estações meu peito engolirá
O doloroso friu no poço de desejos do inverno
Quantos meses preciso para avaliar minha estação
Quantas razões o sol me dará para acordar
Onde o dia estará depois que meu sol dormir
Se o outono chegar onde procurarei flores
Por onde andará meu caminho solitário sem fim.
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 11/12/2009
Reeditado em 16/12/2009
Código do texto: T1971920

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4880 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/01/20 17:06)
Á alma é barata