Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia Marginal

Poesia Marginal

Eu não sou mesmo poeta
Pois não sou um fingidor
Não finjo completamente
A minha deveras dor
E negar da minha mente
A dor que meu peito sente
E sentir ainda umor.

Se poeta mesmo fosse
Todo mundo me entendia
Mas como poeta não sou
Pra fingir uma alegria
Deixo o meu manifesto
Que pra poeta não presto
Neste mundo de ironia.
JOÃO MARIA DE MEDEIROS
Enviado por JOÃO MARIA DE MEDEIROS em 14/09/2019
Reeditado em 14/09/2019
Código do texto: T6744841
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOÃO MARIA DE MEDEIROS
Santa Cruz - Rio Grande do Norte - Brasil
34 textos (5359 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 23:53)
JOÃO MARIA DE MEDEIROS