Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TERCEIRO PROJÉTIL

     Quando a primeira bala me atingiu
     foi direto no peito .
     Exatamente do lado esquerdo do peito
     e ela se chamava alguém .

     Alguém que me fez perder o fôlego lentamente .
     Alguém que fez derramar ininterruptamente
     até a última gota de lágrima .
     Alguém que me fez flertar com a morte
     Não uma nem duas , mas três vezes .

     Quando o segundo projétil me atingiu ,
     perfurou o cérebro causando uma loucura extrema .
     Me deixando totalmente fora das minhas
     faculdades mentais .
     Este atendia pelo nome de talvez .

     Talvez já fosse louco e só  não conseguia enxergar .
     Talvez meu sonho serviu apenas como algemas
     para desejar o inatingível  .
     Talvez eu tenha apenas descoberto o véu da ilusão
     que impedia  que visse a minha realidade .

     O terceiro objeto que se arremessou para me referir ,
     matar ou destruir foi o mais mortal de todos .
     Pois  me acertou em cheio
     transpassando pelo meu corpo
     e  fazendo jorrar o rio de sangue .

     E como ele se chamava ? Amor !
     Amor que me levou a estratosfera
     Pelo número exato de quatro vezes !
     Amor que me fez chorar e delirar
     por vontade própria .
     Amor  que simplesmente decidiu
     que deveria me deixar  no chão
     e sangrar  até a morte .

     
Igor da Silva Chaves
Enviado por Igor da Silva Chaves em 07/08/2019
Código do texto: T6714728
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Igor da Silva Chaves
Pacatuba - Ceará - Brasil, 40 anos
407 textos (6500 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 21:05)
Igor da Silva Chaves